Apresenta - PowerPoint PPT Presentation

Loading...

PPT – Apresenta PowerPoint presentation | free to download - id: 785021-M2UxN



Loading


The Adobe Flash plugin is needed to view this content

Get the plugin now

View by Category
About This Presentation
Title:

Apresenta

Description:

Apresenta o do Projeto Final do Sistema CNS-T Sistema CNS-T Sub-sistema COMU-TRI: Wladimir, L cio, Brito, Silvestri e Edimar Sub-sistema MAPA-TRI: Juliana e Luiz ... – PowerPoint PPT presentation

Number of Views:8
Avg rating:3.0/5.0
Slides: 24
Provided by: Daniel1300
Learn more at: http://www.eduardosilvestri.com.br
Category:

less

Write a Comment
User Comments (0)
Transcript and Presenter's Notes

Title: Apresenta


1
Apresentação do Projeto Final do Sistema CNS-T
2
Sistema CNS-T
  • Sub-sistema COMU-TRI
  • Wladimir, Lúcio, Brito, Silvestri e Edimar
  • Sub-sistema MAPA-TRI
  • Juliana e Luiz Claudius
  • Sub-sistema NAVE-TRI
  • Daniela, Guaragna e Leonardo
  • Sub-sistema ROTA-TRI
  • Rafael, Alexandre e Pablo

3
Roteiro
  • Introdução
  • Requisitos
  • Artefatos
  • Ferramentas CASE
  • Estimativas de Recursos Necessários
  • Métricas Aplicadas no Código
  • Aplicação da Técnica FTA
  • Conclusão

4
Introdução
  • Motivação
  • Veículos do tipo carro-anfíbio voador podem
    realizar missões tripuladas e não-tripuladas
  • Necessitam de controle, direcionamento, sistemas
    de mapeamento, comunicação e navegação
  • Precisa-se de uma interface com o piloto /
    estação de controle
  • É necessário informar a localização do veículo na
    região
  • É preciso estabelecer comunicação do veículo com
    a estação e demais veículos

5
Introdução
  • Contexto
  • Projeto TRIVIG é composto por Veículo TRIPHIBIUS
    e estação VIGILANTE
  • TRIPHIBIUS necessita de um sistema responsável
    por navegação, mapeamento, comunicação e
    roteamento
  • A navegação trata de formas de determinar a
    localização do veículo através da utilização de
    GPS e de armazenar e recuperar planos de vôo
  • O mapeamento provê mapas ao piloto, a fim de
    facilitar a definição de sua trajetória
  • Sistema de comunicação robusto e eficiente, onde
    o contato com a estação de controle VIGILANTE,
    bem como com qualquer outro veículo

6
Introdução
  • Enunciado do Problema
  • Fornecer, ainda este semestre, ao veículo
    Triphibius, um sistema que permita sua navegação,
    sua comunicação e seu mapeamento e que esteja
    integrado aos outros sistemas do Triphibius e da
    estação Vigilante, a fim de possibilitar que as
    missões do veículo sejam executadas da melhor
    forma possível, aumentando sua eficácia e
    eficiência.

7
Introdução
  • Enunciado da Solução
  • Desenvolver, ainda este semestre, um protótipo
    de sistema de software embarcado para navegação,
    comunicação e mapeamento do veículo Triphibius e
    que esteja integrado aos outros sistemas do
    veículo e da estação Vigilante, a fim de
    possibilitar que as missões do veículo sejam
    executadas da melhor forma possível, aumentando
    sua eficácia e eficiência.

8
Requisitos
  • O protótipo do Sistema CNS-TRI deverá ser capaz
    de propiciar
  • Informação precisa da localização do veículo com
    a utilização de GPS
  • Inserção e acesso a planos de vôo cadastrados e
    requisitados
  • Visualização de mapas
  • Utilização de freqüências comumente utilizadas no
    link via rádio
  • Recebimento de pedidos de ajuda pelo canal de
    emergência e localização de veículos em pane
  • Informar melhor rota aérea, marítima e terrestre

9
Artefatos
  • Lista de Riscos
  • Falha de comunicação com o satélite do GPS
  • Atraso no envio da coordenada pedida
  • Dano na mídia armazenadora de mapas
  • Falha de comunicação com a torre
  • Redução da equipe de desenvolvimento alocada
    (caso do Sub-sistema MAPA-TRI)
  • Aumento do escopo do projeto (inclusão do
    Sub-sistema ROTA-TRI)

10
Artefatos
  • Plano de Métricas
  • Tempo de carregamento do mapa
  • Tempo de resposta das coordenadas
  • Precisão da rota
  • Falhas no recebimento de alertas de pane por
    período

11
Artefatos
  • Casos de Teste Exemplo do sub-sistema COMU-TRI
  • Teste de Funcionamento
  • Um usuário utilizando o sistema de comunicação
    Triphibius consegue se comunicar com outro
    usuário utilizando um outro Triphibius.
  • Teste de Interface do Usuário
  • Todas as funcionalidades fornecidas pelo sistema
    de comunicação ao usuário contém formas de uso.
  • Determinação do Perfil de Desempenho
  • O tempo mínimo da comunicação entre veículo
    Triphibius e estação Vigilante estão sendo
    seguidos.
  • Teste de Carga
  • A comunicação entre estação Vigilante e 5
    veículos Triphibius de forma simultânea mantém o
    tempo limite máximo de espera na comunicação.

12
Artefatos
  • Casos de Teste
  • Teste de Stress
  • Efetuar uma comunicação simultânea entre veículos
    Triphibius e estação Vigilante para determinar o
    número máximo de veículos possíveis se
    comunicando dentro do tempo limite máximo de
    espera na comunicação especificado.
  • Teste de Segurança e de Controle de Acesso
  • Toda comunicação entre o veículo Triphibius e a
    estação vigilantes estão sendo feitas encriptadas
    utilizando chaves aleatórias e tecnologia PKI.

13
Ferramentas CASE
  • Ferramentas estudadas
  • Rational Requisite Pro Gestão de Requisitos
  • Rational Quantifyidentificar bottle neck
  • Rational Purify identificar vazamento de memória
  • Borland Caliber Gestão de Requisitos
  • Borland Together modelagem e aplicação de testes

14
Estimativas de Recursos Necessários
  • Ponto de Função
  • Utilizado para se medir o tamanho de um Software
    pela quantificação de sua funcionalidade externa
  • Usado como prova de conceito
  • Y número de defeitos esperados para o projeto
  • COMU-TRI Y 95
  • MAPA-TRI Y 88
  • NAVE-TRI Y 719
  • ROTA-TRI Y  125    

15
Estimativas de Recursos Necessários
  • COCOMO (Cost Constructive Model)
  • Computa o esforço e custo de desenvolvimento de
    software como uma função de tamanho de programa
    expresso em linhas de código estimadas
  • Usado como prova de conceito
  • Y número de defeitos esperados para o projeto
  • COMU-TRI 4 pessoas / 4 meses
  • MAPA-TRI 5 pessoas / 4 meses
  • NAVE-TRI 5 pessoas / 4 meses
  • ROTA-TRI 4 pessoas / 4 meses
  •     

16
Métricas Aplicadas no Código
  • NAVE-TRI
  • CR (Comments Ratio) É a razão de comentários por
    linha de código
  • avEIAV (Explicity Analize all Variables) Conta o
    número de variáveis declaradas e não
    inicializadas
  • avULVFP (Unused Local Variables and Formal
    Parameters) Conta o número de variáveis que não
    são utilizadas. 

17
Métricas Aplicadas no Código
  • NAVE-TRI

18
Métricas Aplicadas no Código
  • MAPA-TRI
  • LOC (Lines of Code) número de linhas de código
    de cada classe.
  • NOA (Number of Atributes) número de atributos de
    cada classe.
  • PPrivM (Percentage of Private Members)
    percentagem de elementos, dentro de cada classe,
    que são privados, ou seja, que só podem ser
    acessados pela própria classe

19
Métricas Aplicadas no Código
  • MAPA-TRI

20
Aplicação da Técnica FTA
  • Fault Tree Analysis
  • Postula-se que o sistema falhou de um certo modo
    e tenta-se determinar que formas de componentes
    do sistema contribuíram para a ocorrência dessa
    falha

21
Aplicação da Técnica FTA
22
Aplicação da Técnica FTA
  • Probabilidades
  • NAVE 0,02
  • MAPA 0,01
  • COMU 0,01
  • ROTA 0,02
  • CNS-T 0,020,010,010,020,06

23
Conclusão
  • Houve o entendimento maior sobre métricas e sobre
    o desenvolvimento de um plano de métricas para um
    projeto de software
  • Aprendemos a utilizar ferramentas que representam
    o estado da arte para medir Qualidade,
    Confiabilidade e Segurança de Software
  • Estudamos Ponto de Função e COCOMO a fim de
    estimar os recursos necessários para os
    sub-sistema
  • Usamos a ferramenta Together no âmbito de
    aplicação de métricas no código que implementa o
    sistema
  • Aprendemos a técnica FTA
About PowerShow.com