USO RACIONAL DE ENERGIA EL - PowerPoint PPT Presentation

Loading...

PPT – USO RACIONAL DE ENERGIA EL PowerPoint presentation | free to download - id: 6ff55d-NWU0N



Loading


The Adobe Flash plugin is needed to view this content

Get the plugin now

View by Category
About This Presentation
Title:

USO RACIONAL DE ENERGIA EL

Description:

uso racional de energia el trica ilumina o for a motriz (acionamentos) lineu b reis 2010 – PowerPoint PPT presentation

Number of Views:4
Avg rating:3.0/5.0
Slides: 25
Provided by: Line73
Learn more at: http://disciplinas.stoa.usp.br
Category:

less

Write a Comment
User Comments (0)
Transcript and Presenter's Notes

Title: USO RACIONAL DE ENERGIA EL


1
USO RACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA
  • ILUMINAÇÃO
  • FORÇA MOTRIZ (ACIONAMENTOS)
  • Lineu B Reis
    2010

2
(No Transcript)
3
USO FINAL ILUMINAÇÃO
Elementos Básicos de um Sistema de Iluminação
4
(No Transcript)
5
(No Transcript)
6
Sistemas de IluminaçãoDEFINIÇÕES
  • Controlador de luz controla fluxo luminoso
    (refletor, refrator, difusor, lente,..)
  • Depreciação do Fluxo luminoso diminuição
    progressiva da luminância
  • Difusor para diminuir luminância, reduzindo
    possibilidades de ofuscamento
  • Eficiência luminosa (EL) fluxo por unidade de
    potência lumens/watt
  • Fator de manutenção - limpeza
  • Fator de utilização fluxo usado/fluxo emitido

7
Sistemas de IluminaçãoDEFINIÇÕES
  • Iluminância (E) fluxo lumioso incidente por
    unidade de área, em lux. NBR 5413 apresenta
    tabela com recomendações em função da atividade
  • Indice de Reprodução de cor (IRC)
  • Mortalidade de lâmpadas horas de funcionamento
    antes que certa porcentagem deixe de funcionar
  • Reator limitação de corrente, tensão de partida
  • Vida mediana (em horas) 50 permanecem acesas
    laboratório. Ex 1000 horas p/ incandescente e
    8000 horas p/ fluorescente compacta

8
CÁLCULO DE ILUMINAÇÃO
  • Escolha do Nível de Iluminamento (E)
  • Determinação do Fator Local
  • Escolha das lâmpadas e luminárias
  • Determinação do Fator de utilização (Fu)
  • Determinação do Fluxo total (ØT)
  • Cálculo do número de luminárias
  • Distribuição das luminárias

9
CÁLCULO DE ILUMINAÇÃOEscolha do Nível de
Iluminamento (E)
  • Norma N-57 da ABNT, registrada no INMETRO como
    NB 5413 com tabelas que fornecem valores
    mínimo, médio e máximo admissíveis para cada tipo
    de ambiente

10
CÁLCULO DE ILUMINAÇÃODeterminação do Fator
Local
  • K C.L/(C L).A
  • C comprimento do local
  • L Largura do local
  • A Altura da luminária em relação ao plano de
    trabalho

11
CÁLCULO DE ILUMINAÇÃOEscolha das lâmpadas e
luminárias
  • FATORES
  • Iluminação adequada, custo, manutenção, estética,
    índice de reprodução de cores, aparência visual e
    funcionalidade

12
CÁLCULO DE ILUMINAÇÃODeterminação do Fator de
utilização (Fu)
  • Utiliza o fator local (K) e índices de reflexão
    do teto, paredes, piso, plano de trabalho
  • Define-se um número com três dígitos índice de
    reflexão do teto, paredes e piso, com base em 1
    superfície escura 10reflexão, 3 média 30,
    5 clara 50, 7 branca 70
  • Tabelas em catálogos de fabricantes dão Fu f(k
    e do número com três dígitos definido)

13
CÁLCULO DE ILUMINAÇÃODeterminação do Fluxo
total (ØT)
  • ØT Em.S/(Fu.Fm)
  • Onde
  • Em Iluminância média (nível de iluminamento)
  • S área do ambiente
  • Fu fator de utilização
  • Fm fator de manutenção

14
CÁLCULO DE ILUMINAÇÃOCálculo do número de
luminárias
  • Cada tipo de lâmpada tem um certo valor de fluxo
    luminoso (lúmens) apresentado em tabelas de
    fabricantes
  • Calcula-se Øl fluxo luminoso da luminária
  • Número de luminárias ØT/Øl

15
CÁLCULO DE ILUMINAÇÃODistribuição das
luminárias
  • Requisitos a serem atendidos por luminárias, além
    do aspecto decorativo sustentar a(s) lâmpada(s)
    garantir a alimentação elétrica direcionar o
    fluxo luminoso
  • Há diversas formas de distribuição que serão
    dependentes, além de outros fatores (uns já
    calculados), de seu tipo (embutida, fechadas,
    abertas, spots, projetores) e características de
    suas lâmpadas

16
Uso Final Força Motriz - Acionamentos
17
(No Transcript)
18
(No Transcript)
19
Exemplo de projeto de eficiência energética
focada em acionamentosdo livro Eficiência
Energética teoria e prática
  • Substituição tecnológica na BUAIZ
  • Indústria do ramo alimentício
  • Vitória - ES

20
Metodologia proposta pela WEG fabricante de
motores de alto rendimento
  • Análise de dados, medidas de corrente
    determinação dos motores potencialmente
    ineficientes
  • Visão geral dos processos conhecimento de
    características das cargas (variações) regime
    de trabalho dos motores
  • Diagnóstico das condições operacionais
    sub-dimensionamentos, sobre-dimensionamentos,
    condições de partida

21
Metodologia proposta pela WEG fabricante de
motores de alto rendimento
  • Substituição dos motores modificações nas bases
    (obras civis), alinhamentos (mecânicos)
  • Medições para avaliação de resultados

22
Prazos e Custos
  • Avaliação e estudos 2 meses
  • Substituição 179 motores em fim de semanas
    para não parar processo produtivo 4 meses
  • Despesas com instalação mão de obra para
    substituição e custos de modificações em
    instalações
  • Investimentos R 380 mil para 2 868 CV

23
Modificações
  • Sistema antes
  • 179 motores
  • 2 920 CV
  • 7 150 MWh/ano
  • Sistema proposto (novo)
  • 179 motores
  • 2 868 CV
  • 6 411 MWh/ano

24
Resultados obtidos
  • Retorno de Investimento 2 anos e 4 meses
  • Economia 10,3
About PowerShow.com