Apresenta - PowerPoint PPT Presentation

Loading...

PPT – Apresenta PowerPoint presentation | free to download - id: 6f3d94-MmE4O



Loading


The Adobe Flash plugin is needed to view this content

Get the plugin now

View by Category
About This Presentation
Title:

Apresenta

Description:

Title: Apresenta o de Casos Cl nicos em Geriatria Author. Last modified by: Cristiane Davila Lyra Almeida - Portal Created Date: 2/14/2005 10:22:11 PM – PowerPoint PPT presentation

Number of Views:10
Avg rating:3.0/5.0
Slides: 53
Provided by: C365
Learn more at: http://www.icict.fiocruz.br
Category:

less

Write a Comment
User Comments (0)
Transcript and Presenter's Notes

Title: Apresenta


1
INDICADORES DE MONITORAMENTO DA SAÚDE INDIVIDUAL
DOS IDOSOS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA. O PAPEL DO
INDICADOR DE FUNCIONALIDADE
EDGAR NUNES DE MORAES, MD, PhD Professor
Associado do Departamento de Clínica Médica da
UFMG Coordenador do Núcleo de Geriatria e
Gerontologia da UFMG
Coordenador
do Instituto Jenny de Andrade Faria de Atenção à
Saúde do Idoso Especialista em Geriatria pela
SBGG Membro do Comitê Assessor do Ministério da
Saúde / Área Técnica do Idoso E-mail
edgarnmoraes_at_gmail.com
2
SAÚDE
MODELO MULTIDIMENSIONAL DE SAÚDE DO IDOSO
FUNCIONALIDADE GLOBAL Atividades de Vida Diária
(AVD básicas, instrumentais e avançadas)
3
FUNCIONALIDADE GLOBAL Atividades de Vida Diária
(AVD avançadas, instrumentais e básicas)
AUTONOMIA (DECISÃO)
INDEPENDÊNCIA (EXECUÇÃO)
COGNIÇÃO
HUMOR / COMPORTAMENTO
MOBILIDADE
COMUNICAÇÃO
Capacidade Aeróbica/ Muscular
Continência esfincteriana
Postura Marcha Transferência
Alcance Preensão Pinça
Visão
Audição
Produção / Motricidade orofacial
Fala Voz
MastigaçãoDeglutição
4
FUNCIONALIDADE GLOBAL Atividades de Vida Diária
(AVD avançadas, instrumentais e básicas)
AUTONOMIA (DECISÃO)
INDEPENDÊNCIA (EXECUÇÃO)
COGNIÇÃO
HUMOR / COMPORTAMENTO
MOBILIDADE
COMUNICAÇÃO
Capacidade Aeróbica/ Muscular
Continência esfincteriana
Postura Marcha Transferência
Alcance Preensão Pinça
Visão
Audição
Produção / Motricidade orofacial
Fala Voz
MastigaçãoDeglutição
Sono
Sistema Músculo-Esquelético
Sistema Gênito-Urinário
Sistema Nervoso
Órgáos dos Sentidos
Saúde Bucal
Nutrição
Sistema Digestivo
Sistema Cardiovascular
Sistema Respiratório
Sistema Tegumentar
Sistema Neuro-Endócrino-Metabólico
Sistema Imuno-Inflamatório
5
FUNCIONALIDADE Atividades de Vida Diária (AVD
básicas, instrumentais e avançadas)
AUTONOMIA (DECISÃO) É a capacidade individual de
decisão e comando sobre as ações, estabelecendo e
seguindo as próprias convicções.
INDEPENDÊNCIA (EXECUÇÃO) Refere-se à capacidade
de realizar algo com os próprios meios
COGNIÇÃO
HUMOR / COMPORTAMENTO
MOBILIDADE
COMUNICAÇÃO
Capacidade aeróbica/muscular
Continência esfincteriana
Postura Marcha Transferência
Alcance Preensão Pinça
Visão
Audição
Produção / Motricidade orofacial
INCONTINÊNCIA ESFINCTERIANA
INCAPACIDADE COGNITIVA
INSTABILIDADE POSTURAL
INCAPACIDADE COMUNICATIVA
IMOBILIDADE
IATROGENIA
6
FUNCIONALIDADE Atividades de Vida Diária (AVD
básicas, instrumentais e avançadas)
AUTONOMIA (DECISÃO) É a capacidade individual de
decisão e comando sobre as ações, estabelecendo e
seguindo as próprias convicções.
INDEPENDÊNCIA (EXECUÇÃO) Refere-se à capacidade
de realizar algo com os próprios meios
COGNIÇÃO
HUMOR / COMPORTAMENTO
MOBILIDADE
COMUNICAÇÃO
Capacidade aeróbica/muscular
Continência esfincteriana
Postura Marcha Transferência
Alcance Preensão Pinça
Visão
Audição
Produção / Motricidade orofacial
INCAPACIDADE COGNITIVA
INSTABILIDADE POSTURAL
INCAPACIDADE COMUNICATIVA
IMOBILIDADE
INCONTINÊNCIA ESFINCTERIANA
IATROGENIA
CUIDADOS DE LONGA DURAÇÃO
INSUFICIÊNCIA FAMILIAR
7
FUNCIONALIDADE Atividades de Vida Diária (AVD
básicas, instrumentais e avançadas)
AUTONOMIA (DECISÃO) É a capacidade individual de
decisão e comando sobre as ações, estabelecendo e
seguindo as próprias convicções.
INDEPENDÊNCIA (EXECUÇÃO) Refere-se à capacidade
de realizar algo com os próprios meios
COGNIÇÃO
HUMOR / COMPORTAMENTO
MOBILIDADE
COMUNICAÇÃO
Capacidade aeróbica/muscular
Continência esfincteriana
Postura Marcha Transferência
Alcance Preensão Pinça
Visão
Audição
Produção / Motricidade orofacial
INCONTINÊNCIA ESFINCTERIANA
INCAPACIDADE COGNITIVA
INSTABILIDADE POSTURAL
INCAPACIDADE COMUNICATIVA
IMOBILIDADE
IATROGENIA
INSUFICIÊNCIA FAMILIAR
8
INCAPACIDADES
COGNIÇÃO
HUMOR / COMPORTAMENTO
MOBILIDADE
COMUNICAÇÃO
Visão
Audição
Continência esfincteriana
Postura Marcha Transferência
Alcance Preensão Pinça
Capacidade aeróbica/muscular
Produção / Motricidade oral
INCAPACIDADE COGNITIVA
INCAPACIDADE COMUNICATIVA
INCONTINÊNCIA ESFINCTERIANA
INSTABILIDADE POSTURAL
IMOBILIDADE
IATROGENIA
INSUFICIÊNCIA FAMILIAR
9
ENVELHECIMENTO
Senescência
Declínio das reservas homeostáticas
Ativação imunológica, com resposta
pró-inflamatória crônica
Fenótipo da Fragilidade (Fried 2001)
Sarcopenia
INCAPACIDADES
COGNIÇÃO
HUMOR / COMPORTAMENTO
MOBILIDADE
COMUNICAÇÃO
Visão
Audição
Continência esfincteriana
Postura Marcha Transferência
Alcance Preensão Pinça
Capacidade aeróbica/muscular
Produção / Motricidade oral
INCAPACIDADE COGNITIVA
INCAPACIDADE COMUNICATIVA
INCONTINÊNCIA ESFINCTERIANA
INSTABILIDADE POSTURAL
IMOBILIDADE
IATROGENIA
INSUFICIÊNCIA FAMILIAR
10
ENVELHECIMENTO
Senilidade
Senescência


Declínio das reservas homeostáticas
Ativação imunológica, com resposta
pró-inflamatória crônica
Doenças
Causas Externas
Fenótipo da Fragilidade (Fried 2001)
Polipatologia, polifarmácia e internação recente
Sarcopenia
INCAPACIDADES
COGNIÇÃO
HUMOR / COMPORTAMENTO
MOBILIDADE
COMUNICAÇÃO
Visão
Audição
Continência esfincteriana
Postura Marcha Transferência
Alcance Preensão Pinça
Capacidade aeróbica/muscular
Produção / Motricidade oral
INCAPACIDADE COGNITIVA
INCAPACIDADE COMUNICATIVA
INCONTINÊNCIA ESFINCTERIANA
INSTABILIDADE POSTURAL
IMOBILIDADE
IATROGENIA
INSUFICIÊNCIA FAMILIAR
11
SAÚDE
FUNCIONALIDADE Atividades de Vida Diária (AVD
básicas, instrumentais e avançadas)
FRAGILIDADE MULTIDIMENSIONAL
É a redução da reserva homeostática e/ou da
capacidade de adaptação às agressões
biopsicossociais, e, consequentemente, maior
vulnerabilidade ao declínio funcional
FRAGILIDADE CLÍNICO-FUNCIONAL
FRAGILIDADE SÓCIO-FAMILIAR
12
FRAGILIDADE MULTIDIMENSIONAL
Fragilidade Clínico-Funcional
Fragilidade Sócio-Familiar
13
FRAGILIDADE MULTIDIMENSIONAL
Fragilidade Clínico-Funcional
Fragilidade Sócio-Familiar
14
SAÚDE
FUNCIONALIDADE Atividades de Vida Diária (AVD
básicas, instrumentais e avançadas)
FRAGILIDADE MULTIDIMENSIONAL
É a redução da reserva homeostática e/ou da
capacidade de adaptação às agressões
biopsicossociais, e, consequentemente, maior
vulnerabilidade ao declínio funcional
FRAGILIDADE CLÍNICO-FUNCIONAL
FRAGILIDADE SÓCIO-FAMILIAR
DECLÍNIO FUNCIONAL
INCAPACIDADES
INCAPACIDADE COGNITIVA
INSTABILIDADE POSTURAL
INCAPACIDADE COMUNICATIVA
IMOBILIDADE
INCONTINÊNCIA ESFINCTERIANA
IATROGENIA
INSUFICIÊNCIA FAMILIAR
15
FRAGILIDADE MULTIDIMENSIONAL
É a redução da reserva homeostática e/ou da
capacidade de adaptação às agressões
biopsicossociais, e, consequentemente, maior
vulnerabilidade ao declínio funcional
FRAGILIDADE CLÍNICO-FUNCIONAL
FRAGILIDADE SÓCIO-FAMILIAR
Declínio Funcional IMINENTE
Declínio Funcional ESTABELECIDO
Presença de CONDIÇÕES CRÔNICAS PREDITORAS de
dependência funcional, institucionalização e/ou
óbito
Presença de DEPENDÊNCIA FUNCIONAL estabelecida.
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGIL
COMPROMETIMENTO COGNITIVO LEVE
COMORBIDADES MÚLTIPLAS
SARCOPENIA
16
CLASSIFICAÇÃO CLÍNICO-FUNCIONAL DO IDOSO
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGIL
17
Classificação de Idosos
Nenhuma ou poucas doenças
Muitas doenças
VITALIDADE (Fitness)
FRAGILIDADE
18
Classificação de Idosos
Idoso Robusto
Idoso Frágil
Idoso Pré-Frágil
VITALIDADE (Fitness)
FRAGILIDADE
Fried, 2001
19
Classificação de Idosos
60a
65a
70a
75a
80a
85a
FRAGILIDADE
90a
VITALIDADE (Fitness)
95a
100a
105a
110a
115a
120a
20
Classificação de Idosos VAS-Frailty (Visual
Analogical Scale Frailty)
1
2
3
4
FRAGILIDADE
5
VITALIDADE (Fitness)
6
7
8
9
10
21
1
2
3
4
FRAGILIDADE
5
VITALIDADE (Fitness)
6
7
8
9
10
Envelhecimento Bem Sucedido Successful aging 
Envelhecimento Usual
Limitação Funcional Frailty
Dependência Funcional
Falência Orgânica Múltipla Failure to Thrive
Envelhecimento Fisiológico (Senescência)
Envelhecimento Patológico (Senilidade)
Independência
Declínio Funcional Iminente
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO ROBUSTO
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
AUMENTO DE VULNERABILIDADE
22
CLASSIFICAÇÃO CLÍNICO-FUNCIONAL DO IDOSO
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGIL
Apresenta dependência funcional nas atividades de
vida diária e encontra-se estável clinicamente,
sem apresentar dúvidas diagnósticas e/ou
terapêuticas
IDOSO FRÁGIL
Incapacidade Cognitiva
Apresenta dependência funcional nas atividades
de vida diária associada a condições de saúde de
difícil manejo clínico (diagnóstico, tratamento
ou reabilitação). Portanto, apresenta ALTO
POTENCIAL DE GANHO FUNCIONAL.
IDOSO FRÁGIL DE
ALTA COMPLEXIDADE
Instabilidade Postural
Imobilidade
Incontinência Esfincteriana
Incapacidade Comunicativa
Apresenta alto grau de dependência funcional e
sobrevida estimada menor que seis 6 meses
(cuidados paliativos).
IDOSO FRÁGIL EM
FASE FINAL DE VIDA
23
1
2
3
4
FRAGILIDADE
5
VITALIDADE (Fitness)
6
7
8
9
10
Envelhecimento Bem Sucedido Successful aging 
Envelhecimento Usual
Limitação Funcional Frailty
Dependência Funcional
Falência Orgânica Múltipla Failure to Thrive
Envelhecimento Fisiológico (Senescência)
Envelhecimento Patológico (Senilidade)
Independência
Declínio Funcional Iminente
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO ROBUSTO
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
AUMENTO DE VULNERABILIDADE
24
1
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São idosos que se encontram no grau máximo de
vitalidade. Apresentam independência para todas
as AVD avançadas, instrumentais e básicas e
ausência de doenças ou fatores de risco, exceto a
própria idade. São indivíduos que envelheceram
livres de doenças e não apresentam nenhuma outra
condição de saúde preditora de desfechos adversos.
25
1
2
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São idosos independentes para todas as AVD, mas
que apresentam condições de saúde de baixa
complexidade clínica, como a hipertensão arterial
não complicada e/ou presença de fatores de risco
como tabagismo, dislipidemia, osteopenia, dentre
outros.
26
1
2
3
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São idosos independentes para todas as AVD, mas
que apresentam doenças crônico-degenerativas bem
estabelecidas e de maior complexidade clínica,
como hipertensão arterial complicada, diabetes
mellitus, história de ataque isquêmico
transitório, acidente vascular cerebral sem
sequelas, doença renal crônica, insuficiência
cardíaca, doença pulmonar obstrutiva crônica,
osteoartrite, doença arterial coronariana com ou
sem infarto agudo do miocárdio, doença arterial
periférica e câncer, osteoporose, fibrilação
atrial, dentre outros. Nestes idosos, tais
doenças não estão associadas à limitação
funcional e, geralmente, apresentam-se de forma
isolada. Neste grupo estão também incluídos
também os idosos que apresentam um ou dois
critérios do fenótipo de fragilidade.
27
1
2
3
4
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São idosos que apresentam evidências de
sarcopenia-síndrome, comprometimento cognitivo
leve e/ou comorbidades múltiplas (polipatologia,
polifarmácia ou internação recente), mas
continuam independentes para todas as atividades
de vida diária, incluindo as avançadas, definidas
como as atividades relacionadas à integração
social, atividades produtivas, recreativas e/ou
sociais.
28
1
2
3
4
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
5
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São idosos que apresentam evidências de
sarcopenia-síndrome, comprometimento cognitivo
leve e/ou comorbidades múltiplas e que já começam
a apresentar declínio funcional em AVD avançadas.
Estes idosos ainda são independentes para as AVD
instrumentais e básicas.
29
1
2
3
4
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
5
6
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São os idosos que apresentam declínio funcional
parcial nas atividades instrumentais de vida
diária e são independentes para as AVD básicas.
30
1
2
3
4
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
5
6
7
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São os idosos que apresentam declínio funcional
em todas as atividades instrumentais de vida
diária, mas ainda são independentes para as
atividades básicas de vida diária.
31
1
2
3
4
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
5
6
7
8
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São os idosos que apresentam dependência completa
nas AVD instrumentais associada à
semi-dependência nas AVD básicas comprometimento
de uma das funções influenciadas pela cultura e
aprendizado (banhar-se e/ou vestir-se e/ou uso do
banheiro).
32
1
2
3
4
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
5
6
7
8
9
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São os idosos que apresentam dependência completa
nas AVD instrumentais associada à dependência
incompleta nas AVD básicas comprometimento de
uma das funções vegetativas simples
(transferência e/ou continência), além de,
obviamente, ser dependente para banhar-se,
vestir-se e usar o banheiro. A presença isolada
de incontinência urinária não deve ser
considerada, pois é uma função e não uma
atividade.
33
1
2
3
4
FRAGILIDADE
VITALIDADE (Fitness)
5
6
7
8
9
10
Declínio Funcional Iminente
Independência
Declínio Funcional Estabelecido
Dependência em AVD Avançada/Instrumental
Dependência em AVD Básica
Semi Dependência
Dependência Incompleta
Dependência Completa
Dependência Parcial
Dependência Completa
IDOSO ROBUSTO
IDOSO EM RISCO DE FRAGILIZAÇÃO
IDOSO FRÁGILF
IDOSO FRÁGIL DE ALTA COMPLEXIDADEAC
IDOSO FRÁGIL EM FASE FINAL DE VIDAFFV
São os idosos que se encontram no grau máximo de
fragilidade e, consequentemente, apresentam o
máximo de dependência funcional, necessitando de
ajuda, inclusive, para alimentar-se sozinho. No
índice de Katz são classificados no estágio G.
34
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO
IDOSO
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO IDOSO PARA
ATENÇÃO SECUNDÁRIA (AMIAS)
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO IDOSO PARA
ATENÇÃO BÁSICA (AMIAB)
ÍNDICE DE VULNERABILIDADE CLÍNICO-FUNCIONAL-20
(IVCF20)
VULNERABLE ELDERS SURVEY (VES13)
FUNCIONALIDADE GLOBAL
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
SISTEMAS FUNCIONAIS
FATORES CONTEXTUAIS
HISTÓRIA PREGRESSA
MEDICAMENTOS
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
MEDICAMENTOS
Nutrição
AVD Básica
Avaliação Sócio-Familiar
AVD Avançada
AVD Instrumental
Saúde Bucal
Sono
Avaliação do Cuidador
Sistema Cardiovascular
COGNIÇÃO
COMUNICAÇÃO
MOBILIDADE
HUMOR COMPORTAMENTO
Avaliação Ambiental
Sistema Respiratório
Sistema Digestivo
Capacidade aeróbica/muscular
Continência esfincteriana
Postura /Marcha/Transferência
Alcance/ Preensão/ Pinça
Sistema Gênito-Urinário
Sistema Músculo-Esquelético
Sistema Nervoso
Visão
Audição
Produção / Motricidade Oral
Sistema Tegumentar
Sistema Endócrino-Metabólico
Sistema Imuno-Inflamatório
35
Dimensão Dimensão Dimensão Dimensão Duração Média
Funcionalidade Global AVD Avançada Lazer, trabalho e interação social Lazer, trabalho e interação social   5 min
Funcionalidade Global AVD Instrumental Escala de Lawton-Brody Escala de Lawton-Brody   5 min
Funcionalidade Global AVD Básica Índice de Katz Índice de Katz   5 min
Sistemas Funcionais Principais COGNIÇÃO Mini Exame do Estado Mental (MEEM) Mini Exame do Estado Mental (MEEM) 5 min
Sistemas Funcionais Principais COGNIÇÃO Reconhecimento de Figuras Reconhecimento de Figuras 12 min
Sistemas Funcionais Principais COGNIÇÃO Lista de Palavras do CERAD Lista de Palavras do CERAD 15 min
Sistemas Funcionais Principais COGNIÇÃO Fluência Verbal Fluência Verbal 3 min
Sistemas Funcionais Principais COGNIÇÃO Teste do Relógio Teste do Relógio 2 min
Sistemas Funcionais Principais HUMOR Escala Geriátrica de Depressão Escala Geriátrica de Depressão 4 min
Sistemas Funcionais Principais MOBILIDADE Alcance, preensão e pinça Avaliação do membro superior ombro, braço, antebraço e mão 2 min
Sistemas Funcionais Principais MOBILIDADE Postura, marcha e transferência Timed up and go test / Get up and go test Velocidade da marcha Teste de Romberg, Nudge Test, Equilíbrio Unipodálico 10 min
Sistemas Funcionais Principais MOBILIDADE Capacidade aeróbica Teste de Caminhada de 6 minutos 7 min
Sistemas Funcionais Principais MOBILIDADE Continência esfincteriana Presença de incontinência urinário ou fecal. Diário miccional 2 min
Sistemas Funcionais Principais COMUNICAÇÃO Snellen simplificado Snellen simplificado 1 min
Sistemas Funcionais Principais COMUNICAÇÃO Teste do sussurro Teste do sussurro 1 min
Sistemas Funcionais Principais COMUNICAÇÃO Avaliação da voz, fala e deglutição Avaliação da voz, fala e deglutição 1min
Duração total Duração total Duração total Duração total 70 min
36
      Caráter Multidimensional     Facilidade na aplicação Desfecho Principal Desfecho Principal Desfecho Principal Desfecho Principal Definição das propriedades psicométricas (S/E/VPP e VPN)     Validação no Brasil
      Caráter Multidimensional     Facilidade na aplicação   Fenótipo da Fragilidade   Maior utilização do sistema de saúde   Avaliação Geriátrica Ampla   Mortalidade ou declínio funcional Definição das propriedades psicométricas (S/E/VPP e VPN)     Validação no Brasil
1. VES-13 NÃO SIM NÃO NÃO NÃO SIM NÃO SIM
2. Probability of Repeated Admission - PRA NÃO SIM NÃO SIM   NAÕ NÃO NÃO SIM
3. Sherbrooke Postal Questionnaire NÃO SIM NÃO SIM NÃO SIM SIM NÃO
4. Program on Research for Integrating Services for the Maintenance of Autonomy (PRISMA-7) NÃO SIM NÃO SIM NÃO NÃO NÃO NÃO
5. Tilburg Fraity Indicator (TFI) SIM NÃO SIM SIM SIM SIM SIM SIM
6. Survey of Health Ageing and Retirement in Europe-Frailty Instrument (SHARE-FI) NÃO NÃO SIM NÃO NÃO NÃO SIM NÃO
7. Groningen Frailty Indicator SIM NÃO - SIM - SIM SIM NÃO
8. The Screening Letter NÃO SIM NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
9. The Screening Package SIM SIM NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
10. Elderly at Risk Rating Scale (EARRS) NÃO SIM NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
11. The Screening Instrument NÃO SIM NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
12. The Strawbridge Questionnaire NÃO SIM NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
13. Frail Elderly Functional Assessment (FEFA) NÃO SIM - - - - - NÃO
14. Identification of Seniors at Risk (ISAR) NÃO SIM - - - - - NÃO
15. Brief Risk Identification of Geriatric Health Tool (BRIGHT) NÃO SIM - - - - - NÃO
16. Marigliano-Cacciafesta Polypathological Scale (MCPS) NÃO   NÃO - - - - - NÃO
17. IVCF-20 SIM SIM SIM Não avaliado SIM Não avaliado SIM SIM
37
      Caráter Multidimensional     Facilidade na aplicação Desfecho Principal Desfecho Principal Desfecho Principal Desfecho Principal Definição das propriedades psicométricas (S/E/VPP e VPN)     Validação no Brasil
      Caráter Multidimensional     Facilidade na aplicação   Fenótipo da Fragilidade   Maior utilização do sistema de saúde   Avaliação Geriátrica Ampla   Mortalidade ou declínio funcional Definição das propriedades psicométricas (S/E/VPP e VPN)     Validação no Brasil
1. VES-13 NÃO SIM NÃO NÃO NÃO SIM NÃO SIM















17. IVCF-20 SIM SIM SIM Não avaliado SIM Não avaliado SIM SIM
38
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO
IDOSO
VULNERABLE ELDERS SURVEY (VES13)
FUNCIONALIDADE GLOBAL
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
SISTEMAS FUNCIONAIS
FATORES CONTEXTUAIS
HISTÓRIA PREGRESSA
MEDICAMENTOS
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
MEDICAMENTOS
Nutrição
AVD Básica
Avaliação Sócio-Familiar
AVD Avançada
AVD Instrumental
Saúde Bucal
Sono
Avaliação do Cuidador
Sistema Cardiovascular
COGNIÇÃO
COMUNICAÇÃO
MOBILIDADE
HUMOR COMPORTAMENTO
Avaliação Ambiental
Sistema Respiratório
Sistema Digestivo
Capacidade aeróbica/muscular
Continência esfincteriana
Postura /Marcha/Transferência
Alcance/ Preensão/ Pinça
Sistema Gênito-Urinário
Sistema Músculo-Esquelético
Sistema Nervoso
Visão
Audição
Produção / Motricidade Oral
Sistema Tegumentar
Sistema Endócrino-Metabólico
Sistema Imuno-Inflamatório
39
(No Transcript)
40
INTERPRETAÇÃO DO VES-13


O Vulnerable Elders Survey (VES-13) ou Protocolo
de Identificação do Idoso Vulnerável
Instrumento simples e eficazCapaz de
identificar o idoso vulnerável residente na
comunidadeCom ênfase nos dados referentes à
idade, auto-percepção da saúde, presença de
limitações físicas e incapacidades Questionário
é simples e de fácil aplicação Pode ser
respondido pelo paciente ou pelos
familiares/cuidadoresAplicado por telefone,
dispensando a observação direta do paciente.
41
INTERPRETAÇÃO DO VES-13IDOSO VULNERÁVEL
Indivíduo com 65 anos ou mais que tem risco de
declínio funcional ou morte em dois anos. É
composto por 13 itens e cada item recebe uma
determinada pontuação e o somatório final pode
variar de 0 a 10 pontos. Pontuação igual ou
superior a três pontos significa um risco de 4,2
vezes maior de declínio funcional ou morte em
dois anos, quando comparado com idosos com
pontuação 2 pontos, independentemente do sexo e
do número ou tipo de comorbidades presentes. O
aumento na pontuação tem uma relação linear com o
risco de declínio funcional e óbito, de forma que
o acréscimo de cada ponto aumenta o risco de
morte e de declínio funcional em 1,37 vezes.


42
INTERPRETAÇÃO DO VES-13Dois subgrupos de
idosos vulneráveis 3 a 6 pontos - risco
moderado 7 pontos - risco elevado


43
IDOSO VULNERÁVEL
RISCO MODERADO
ALTO RISCO
44
  • Desvantagens do VES-13
  • Ausência de caráter multidimensional não avalia
    diretamente nenhum dos três determinantes da
    fragilidade multidimensional, como as alterações
    da cognição, humor e comunicação. O foco é na
    mobilidade, sem contudo considerar a presença de
    sarcopenia (fenótipo da fragilidade) e de
    incontinência esfincteriana. Além disso, não
    valoriza a presença de comorbidades múltiplas,
    como polipatologia, polifarmácia e internação
    recente, consideradas importantes indicadores de
    declínio funcional e óbito.
  • Ausência de correlação com a Avaliação Geriátrica
    Ampla (AGA) o VES-13 não utiliza como desfecho
    principal as informações obtidas pela AGA,
    limitando sua utilização para o diagnóstico
    geriátrico-gerontológico.
  • O VES-13 define uma categoria de idosos com maior
    risco de declínio funcional e óbito em 2 anos,
    mas não fornece informações relevantes para a
    tomada de decisões e sobre possíveis intervenções
    específicas capazes de modificar este risco.
  • Ausência de estudos brasileiros de confiabilidade
    do teste, quando aplicado por profissionais de
    nível médio, como os agentes comunitários de
    saúde. O instrumento foi traduzido e adaptado
    para a realidade brasileira, dificultando a
    compreensão das perguntas por profissionais com
    pouco treinamento na área de saúde do idoso.

45
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO
IDOSO
ÍNDICE DE VULNERABILIDADE CLÍNICO-FUNCIONAL-20
(IVCF20)
VULNERABLE ELDERS SURVEY (VES13)
FUNCIONALIDADE GLOBAL
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
SISTEMAS FUNCIONAIS
FATORES CONTEXTUAIS
HISTÓRIA PREGRESSA
MEDICAMENTOS
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
MEDICAMENTOS
Nutrição
AVD Básica
Avaliação Sócio-Familiar
AVD Avançada
AVD Instrumental
Saúde Bucal
Sono
Avaliação do Cuidador
Sistema Cardiovascular
COGNIÇÃO
COMUNICAÇÃO
MOBILIDADE
HUMOR COMPORTAMENTO
Avaliação Ambiental
Sistema Respiratório
Sistema Digestivo
Capacidade aeróbica/muscular
Continência esfincteriana
Postura /Marcha/Transferência
Alcance/ Preensão/ Pinça
Sistema Gênito-Urinário
Sistema Músculo-Esquelético
Sistema Nervoso
Visão
Audição
Produção / Motricidade Oral
Sistema Tegumentar
Sistema Endócrino-Metabólico
Sistema Imuno-Inflamatório
46
(No Transcript)
47
Alves, 2014
48
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO
IDOSO
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO IDOSO PARA
ATENÇÃO BÁSICA (AMIAB)
ÍNDICE DE VULNERABILIDADE CLÍNICO-FUNCIONAL-20
(IVCF20)
VULNERABLE ELDERS SURVEY (VES13)
FUNCIONALIDADE GLOBAL
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
SISTEMAS FUNCIONAIS
FATORES CONTEXTUAIS
HISTÓRIA PREGRESSA
MEDICAMENTOS
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
MEDICAMENTOS
Nutrição
AVD Básica
Avaliação Sócio-Familiar
AVD Avançada
AVD Instrumental
Saúde Bucal
Sono
Avaliação do Cuidador
Sistema Cardiovascular
COGNIÇÃO
COMUNICAÇÃO
MOBILIDADE
HUMOR COMPORTAMENTO
Avaliação Ambiental
Sistema Respiratório
Sistema Digestivo
Capacidade aeróbica/muscular
Continência esfincteriana
Postura /Marcha/Transferência
Alcance/ Preensão/ Pinça
Sistema Gênito-Urinário
Sistema Músculo-Esquelético
Sistema Nervoso
Visão
Audição
Produção / Motricidade Oral
Sistema Tegumentar
Sistema Endócrino-Metabólico
Sistema Imuno-Inflamatório
49
Metodologias de Avaliação Multidimensional do
Idoso
50
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO
IDOSO
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO IDOSO PARA
ATENÇÃO SECUNDÁRIA (AMIAS)
AVALIAÇÃO MULTIDIMENSIONAL DO IDOSO PARA
ATENÇÃO BÁSICA (AMIAB)
ÍNDICE DE VULNERABILIDADE CLÍNICO-FUNCIONAL-20
(IVCF20)
VULNERABLE ELDERS SURVEY (VES13)
FUNCIONALIDADE GLOBAL
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
SISTEMAS FUNCIONAIS
FATORES CONTEXTUAIS
HISTÓRIA PREGRESSA
MEDICAMENTOS
SISTEMAS FISIOLÓGICOS
MEDICAMENTOS
Nutrição
AVD Básica
Avaliação Sócio-Familiar
AVD Avançada
AVD Instrumental
Saúde Bucal
Sono
Avaliação do Cuidador
Sistema Cardiovascular
COGNIÇÃO
COMUNICAÇÃO
MOBILIDADE
HUMOR COMPORTAMENTO
Avaliação Ambiental
Sistema Respiratório
Sistema Digestivo
Capacidade aeróbica/muscular
Continência esfincteriana
Postura /Marcha/Transferência
Alcance/ Preensão/ Pinça
Sistema Gênito-Urinário
Sistema Músculo-Esquelético
Sistema Nervoso
Visão
Audição
Produção / Motricidade Oral
Sistema Tegumentar
Sistema Endócrino-Metabólico
Sistema Imuno-Inflamatório
51
Atenção Básica
CASAPI (ACS)
Atenção Secundária
SIM
NÃO
Busca ativa do idoso de risco
VES-13 7
VES-13 0 e 2
VES-13 3 a 6
Outros sinais de alerta
Alta Prioridade
Média Prioridade
Baixa Prioridade
Equipe Interdisciplinar Especializada
GERIATRIA
IVCF20 (Equipe de Enfermagem)
  • CADERNETA DE SAÚDE DA PESSOA IDOSA (CASAPI 2014)
  • Diagnósticos e internações prévios
  • Cirurgias realizadas
  • Medicamentos em uso
  • Polifarmácia
  • Dados antropométricos (peso, estatura, IMC e
    circunferência da panturrilha)
  • VES13
  • Informações complementares (cognição e humor)
  • Avaliação ambiental
  • Quedas
  • Identificação da dor crônica
  • Hábitos de vida
  • Controle da pressão arterial
  • Controle da glicemia
  • Calendário vacinal
  • Avaliação da saúde bucal

AMIAS
Propedêutica Complementar Especializada
0 a 6 pontos
7 a 14 pontos
15 pontos
Baixo Risco
Acompanhamento Rotineiro
Alto Risco
ATENÇÃO ESPECIALIZADA
AMIAB
Médio Risco
PLANO DE CUIDADOS DO IDOSO
O quê?
Por quê?
Como?
Onde?
Diagnótico Geriátrico-Gerontológico
Metas terapêuticas e justificativas para mudanças
Intervenções preventivas, curativas, paliativas e
reabilitadoras
Encaminhamentos para o SUS e SUAS
52
MODELO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA PESSOA IDOSA
FRAGILIDADE MULTIDIMENSIONAL
CAPACIDADE FUNCIONAL (Política Nacional
de Saúde da Pessoa Idosa-2006)
CONDIÇÕES AGUDAS DE SAÚDE
Rede de Atenção à Saúde de Pessoas do Doenças
Crônicas
About PowerShow.com