A ISO 9001 NA CENTRAL DE ESTERILIZA - PowerPoint PPT Presentation


Title: A ISO 9001 NA CENTRAL DE ESTERILIZA


1
A ISO 9001 NA CENTRAL DE ESTERILIZAÇÃO DO HDFF
  • Ana Gandra Ferrer Antunes
  • Figueira da Foz, 27 de Novembro de 2008

2
Programa
  • A Certificação
  • NP EN ISO 90012008
  • Sistema de Gestão da Qualidade da CE
  • O nosso papel no Sistema da Qualidade

3
Certificação
  • Reconhecimento do cumprimento de uma norma por
    parte de uma entidade externa independente,
    acreditada para o efeito.

4
Processo de Certificação
  • CE

Conforme
IPAC
Certificadora
5
Validade
  • 3 anos
  • auditorias de acompanhamento anuais

6
Quais as desvantagens da Certificação?
  • Papelada
  • Menos desculpas
  • Manutenção continuada

7
Quais as vantagens da Certificação?
  • Maior confiança e segurança na realização das
    tarefas.
  • Aumento da eficácia interna.
  • Reafirmar a liderança dentro da área de
    actividade.
  • Fortalecer a credibilidade e prestígio perante os
    clientes.

8
NP EN ISO 90012008
  • Requisitos

9
NP EN ISO 90012008
  • Sistema de Gestão da Qualidade
  • Responsabilidade da Gestão
  • Gestão de Recursos
  • Realização do Produto
  • Medição, Análise e Melhoria

10
Sistema de Gestão da Qualidade
  • Identificação dos processos

Controlo de documentos e registos
11
Responsabilidade da Gestão
  • Responsabilidade e autoridade

Comunicação interna
Revisão e planeamento do sistema
12
Gestão de Recursos
  • Recursos Humanos

Infraestruturas
Ambiente de trabalho
13
Realização do Produto
  • Comunicação com o Cliente

Compras
Processo produtivo
14
Medição, Análise e Melhoria
  • Satisfação do Cliente

Auditorias Interna
Processos e Produtos
Acções correctivas e preventivas
15
Sistema de Gestão da Qualidade
  • CENTRAL DE ESTERILIZAÇÃO

16
Hierarquia Documental
  • Legislação
  • ISO 90012008
  • Sistema de Gestão
  • Manual da Qualidade
  • Procedimentos da Qualidade
  • Procedimentos Técnicos
  • Registos

17
MANUAL DA QUALIDADE
  • Documento que traduz os requisitos da Norma de
    acordo com a realidade da CE.
  • Descreve o que faz a CE.

18
PROCEDIMENTOS DA QUALIDADE
  • Descrevem como são executados os requisitos da
    Norma NP-EN-ISO 90012008.
  • Descreve o como se faz na CE.

19
PROCEDIMENTOS TÉCNICOS
  • Descrevem a forma de trabalhar na CE.
  • Devem ser um reflexo fiel da realidade.

20
Comunicações
  • Actas
  • Ocorrências
  • Comunicações
  • Internas
  • Externas
  • Reclamações
  • Inquéritos
  • Comunicações

21
Notificação de ocorrências
  • Pense em tudo aquilo que não corresponde ao
    desejável funcionamento da empresa...
  • vamos chamar-lhe ocorrências
  • elas vão ajudar-nos a melhorar

22
Ocorrências
Vamos primeiro conhecer as ocorrências... depoi
s registar analisar o que se passou...
e actuar sempre que se justifique
23
Processo
VALOR ACRESCENTADO
DADOS DE ENTRADA
DADOS DE SAÍDA
  • Tem uma origem conhecida
  • Tem um destino conhecido
  • Induz valor acrescentado
  • É repetitivo
  • Pode ser medido.

24
Processos
Produção
  • Reprocessamento de dispositivos médicos (D.M.)
    reutilizáveis e distribuição de consumíveis
    esterilizados

Gestão
Monitorização
25
A interacção entre os vários processos da CE
26
O nosso papel no Sistema da Qualidade
Criar o nosso Sistema da Qualidade
27
O nosso papel no Sistema da Qualidade
  • Cumprir escrupulosamente a documentação.
  • Colaborar na permanente actualização desta.

28
O nosso papel no Sistema da Qualidade
  • Participar de forma activa,
  • mediante propostas e sugestões,
  • na melhoria contínua da Qualidade.
View by Category
About This Presentation
Title:

A ISO 9001 NA CENTRAL DE ESTERILIZA

Description:

A ISO 9001 NA CENTRAL DE ESTERILIZA O DO HDFF Ana Gandra Ferrer Antunes Figueira da Foz, 27 de Novembro de 2008 * * * * * * * * * * * * * * * * * * Programa A ... – PowerPoint PPT presentation

Number of Views:108
Avg rating:3.0/5.0
Slides: 29
Provided by: Jos1001
Learn more at: http://www.hdfigueira.min-saude.pt
Category:

less

Write a Comment
User Comments (0)
Transcript and Presenter's Notes

Title: A ISO 9001 NA CENTRAL DE ESTERILIZA


1
A ISO 9001 NA CENTRAL DE ESTERILIZAÇÃO DO HDFF
  • Ana Gandra Ferrer Antunes
  • Figueira da Foz, 27 de Novembro de 2008

2
Programa
  • A Certificação
  • NP EN ISO 90012008
  • Sistema de Gestão da Qualidade da CE
  • O nosso papel no Sistema da Qualidade

3
Certificação
  • Reconhecimento do cumprimento de uma norma por
    parte de uma entidade externa independente,
    acreditada para o efeito.

4
Processo de Certificação
  • CE

Conforme
IPAC
Certificadora
5
Validade
  • 3 anos
  • auditorias de acompanhamento anuais

6
Quais as desvantagens da Certificação?
  • Papelada
  • Menos desculpas
  • Manutenção continuada

7
Quais as vantagens da Certificação?
  • Maior confiança e segurança na realização das
    tarefas.
  • Aumento da eficácia interna.
  • Reafirmar a liderança dentro da área de
    actividade.
  • Fortalecer a credibilidade e prestígio perante os
    clientes.

8
NP EN ISO 90012008
  • Requisitos

9
NP EN ISO 90012008
  • Sistema de Gestão da Qualidade
  • Responsabilidade da Gestão
  • Gestão de Recursos
  • Realização do Produto
  • Medição, Análise e Melhoria

10
Sistema de Gestão da Qualidade
  • Identificação dos processos

Controlo de documentos e registos
11
Responsabilidade da Gestão
  • Responsabilidade e autoridade

Comunicação interna
Revisão e planeamento do sistema
12
Gestão de Recursos
  • Recursos Humanos

Infraestruturas
Ambiente de trabalho
13
Realização do Produto
  • Comunicação com o Cliente

Compras
Processo produtivo
14
Medição, Análise e Melhoria
  • Satisfação do Cliente

Auditorias Interna
Processos e Produtos
Acções correctivas e preventivas
15
Sistema de Gestão da Qualidade
  • CENTRAL DE ESTERILIZAÇÃO

16
Hierarquia Documental
  • Legislação
  • ISO 90012008
  • Sistema de Gestão
  • Manual da Qualidade
  • Procedimentos da Qualidade
  • Procedimentos Técnicos
  • Registos

17
MANUAL DA QUALIDADE
  • Documento que traduz os requisitos da Norma de
    acordo com a realidade da CE.
  • Descreve o que faz a CE.

18
PROCEDIMENTOS DA QUALIDADE
  • Descrevem como são executados os requisitos da
    Norma NP-EN-ISO 90012008.
  • Descreve o como se faz na CE.

19
PROCEDIMENTOS TÉCNICOS
  • Descrevem a forma de trabalhar na CE.
  • Devem ser um reflexo fiel da realidade.

20
Comunicações
  • Actas
  • Ocorrências
  • Comunicações
  • Internas
  • Externas
  • Reclamações
  • Inquéritos
  • Comunicações

21
Notificação de ocorrências
  • Pense em tudo aquilo que não corresponde ao
    desejável funcionamento da empresa...
  • vamos chamar-lhe ocorrências
  • elas vão ajudar-nos a melhorar

22
Ocorrências
Vamos primeiro conhecer as ocorrências... depoi
s registar analisar o que se passou...
e actuar sempre que se justifique
23
Processo
VALOR ACRESCENTADO
DADOS DE ENTRADA
DADOS DE SAÍDA
  • Tem uma origem conhecida
  • Tem um destino conhecido
  • Induz valor acrescentado
  • É repetitivo
  • Pode ser medido.

24
Processos
Produção
  • Reprocessamento de dispositivos médicos (D.M.)
    reutilizáveis e distribuição de consumíveis
    esterilizados

Gestão
Monitorização
25
A interacção entre os vários processos da CE
26
O nosso papel no Sistema da Qualidade
Criar o nosso Sistema da Qualidade
27
O nosso papel no Sistema da Qualidade
  • Cumprir escrupulosamente a documentação.
  • Colaborar na permanente actualização desta.

28
O nosso papel no Sistema da Qualidade
  • Participar de forma activa,
  • mediante propostas e sugestões,
  • na melhoria contínua da Qualidade.
About PowerShow.com