DIABETES - PowerPoint PPT Presentation

Loading...

PPT – DIABETES PowerPoint presentation | free to download - id: 4416c1-ZTZiO



Loading


The Adobe Flash plugin is needed to view this content

Get the plugin now

View by Category
About This Presentation
Title:

DIABETES

Description:

Diabetes OUTROS TIPOS DE DIABETES menos freq entes A- diabetes gestacional B- diabetes secund ria ao aumento de fun o das gl ndulas end crinas C- diabetes ... – PowerPoint PPT presentation

Number of Views:675
Avg rating:3.0/5.0
Slides: 83
Provided by: DrA91
Learn more at: http://www.laboratoriolocal.com.br
Category:

less

Write a Comment
User Comments (0)
Transcript and Presenter's Notes

Title: DIABETES


1
DIABETES
  • Prof. José Eduardo - ADO

2
DIABETES
  • DIABETES DOENÇA QUE SE MANIFESTA PELA ELEVAÇÃO
    ANORMAL DE AÇUCAR NA CORRENTE SANGUÍNEA
  • 2 TIPOS DE DIABETES
  • SÃO CARACTERIZADOS PRINCIPALMENTE TIPO 1 E
    TIPO 2

3
DIABETES
  • DIABETES TIPO 1
  • NA MAIORIA DAS VEZES RESULTADO DA DESTRUIÇÃO
    PELO SISTEMA IMUNITÁRIO DAS CÉLULAS BETA
    PRODUTORAS DE INSULINA POR ENGANO ,SENDO
    CONSIDERADAS NON SELF.

4
  • .......... O DIABETES MELLITUS TIPO 1 É
    CARACTERIZADO PELA PRESENÇA DE AUTOANTICORPOS
  • - ANTI-ILHOTA
  • ANTI-INSULINA
  • ANTI - G A D GLUTAMIC ACID DESCARBOXILASE

5
DIABETES
  • DIABETES DO TIPO 2
  • AS CÉLULAS DO PRÓPRIO CORPO TORNAM-SE
    RESITENTES A AÇÃO DA INSULINA E O
    PÂNCREAS POR UM PROCESSO DE
    HIPERFUNCIONAMENTO COM PENSATÓRIO DESGASTA-SE E
    TORNANDO-SE HIPO PRODUTOR

6
DIABETES
  • FATORES DE RISCO DETERMINANTES

  • - EXCESSO DE PESO

    - ALIMENTAÇÃO DESIQUILIBRADA
    - SEDENTARISMO

7
DIABETES
  • A OBESIDADE É O PRINCIPAL FATOR DE RISCO QUE
    CONTRIBUI PARA O DESENVOLVIMENTO DO DIABETES
    TIPO 2 POR AUMENTAR A RESISTÊNCIA À INSULINA.

8
DIABETES
  • EM PESQUISA RECENTE DIVULGADA PELA I D F
    international diabetes federation -
  • 80 das pessoas com diabetes tipo 2 estão
    obesas ou acima do peso.

9
  • CONSEGUÊNCIAS DA DIBETES
  • CEGUEIRA / ATAQUE CEREBRAL / GANGRENA /
    INSUFICIÊNCIA RENAL / REDUÇÃO DE PERSPECTIVA DE
    VIDA EM CERCA DE 20 ANOS .
  • DIABESIDADE

10
  • PRINCIPAL CAUSA DE MORTALIDADE DO DIABETES
    MELLITUS ESTA RELACIONADA EM CERCA DE 65 DOS
    CASOS DE ATESTADOS DE ÓBITO AS DOENÇAS MACRO
    VASCULARES - PROCESSOS DE ARTERIO E ARTERÍOLO
    ESCLEROSE.

11
  • PROCESSOS DE ARTERIO E ARTERÍOLO ESCLEROSE.
  • COMPROMETIMENTOS MAIS CRÍTICOS NAS ARTÉRIAS
    CORONÁRIANAS 40 DOS CASOS DE ENFARTO DO
    MIOCÁRDIO OCORREM EM DIABÉTICOS.

12
Diabetes
  • OUTROS TIPOS DE DIABETES menos freqüentes
  • A- diabetes gestacional
  • B- diabetes secundária ao aumento de função das
    glândulas endócrinas
  • C- diabetes secundária a doenças pancreáticas
  • D- resistência congênita ou adquirida a insulina
  • E- diabetes associada a poliendócrinopátias
  • F- diabetes associada a desnutrição e
    fibrocalculose
  • G- diabetes associada a insulinopatias
  • H- diabetes tipo LADA latent autoimune diabetes
    in adults

13
Diabetes
  • a -) DIABETES GESTACIONAL
  • gestante já diabética que engravida
  • diabetes que se manifesta ou é detectada pela
    primeira vez na gravidez.

14
Diabetes
  • b -) SECUNDÁRIA AO AUMENTO DE FUNÇÃO DE GLÂNDULAS
  • ENDÓCRINAS
  • Em determinadas situações ou alterações
    glandulares com hiperfuncionamento a atividade
    da insulina pode se tornar dificultada aparecendo
    quadros diabéticos em pacientes com esta pré-
    disposição. EX
  • Hipertiroidismo - tiróide
  • Doença de Cushing - supra-renal
  • Acromegalia ou gigantismo - hipófise
  • Tumores do sistema nervoso simpático
    feocromocitoma
  • Tumores de células alfa do pâncreas glucagoma

15
(No Transcript)
16
Diabetes
  • C ) RESISTÊNCIA CONGÊNITA OU ADQUIRIDA A
    INSULINA
  • Ocorre um quadro de hiperprodução insulínica
    porém em função da diminuição ou defeito dos
    receptores celulares
  • sistema de encaixe para insulina
    principalmente em tecidos gordurosos a sua ação
    se torna ineficaz.
  • Na anormalidade congênita podem ocorrer defeitos
    dos receptores de insulina ou presença de
    anticorpos anti-receptores.

17
Diabetes
  • d ) DIABETES SECUNDÁRIO A DOENÇAS PANCREÁTICAS
  • Ocorre mais freqüentemente em pacientes com
    antecedentes familiares de diabetes tipo 2
  • Retirada de 75 do pâncreas cirurgia
  • Pancreatite crônica geralmente associada ao
    alcoolismo
  • Destruição do tecido pancreático por
    Hemocromatose depósito excessivo de ferro
  • Tumores pancreáticos

18
(No Transcript)
19
  • Um quadro diarréico associado se desenvolve com
    perda de gordura nas fezes , por incapacidade do
    pâncreas acometido de produzir enzimas digestivas

20
Diabetes
  • e -) DIABETES ASSOCIADA A POLIENDOCRINOPATIAS
    AUTO-IMUNES
  • Processo em decorrência do aparecimento de
    anticorpos anticélulas ilhotas produtoras de
    insulina tipo 1.
  • 20 destes pacientes apresentam tb. Anticorpos
    contra tireóide/ supra- renal / mucosa de
    estômago/ glândulas salivares
  • Podendo também ocorrer manifestações de vitiligo
    alopecia hepatite crônica e candidíase.

21
Diabetes
  • f -) DIABETES ASSOCIADA A DESNUTRIÇÃO E
    FIBROCALCULOSE
  • O corre em jovens de países tropicais com dietas
    hipoprotéicas geralmente compensadas com
    alimentos como a mandioca amarga que contém
    elevadas concentrações de cianeto muito
    agressivo ao pâncreas resultando em dano com
    destruição das ilhotas e diminuição de produção
    insulínica

22
Diabetes
  • h-) DIABETES TIPO L A D A
  • (Latent Autoimune Diabetes in Adults)
  • O L A D A caracteriza-se pelo aparecimento
    tardio do diabetes mellitus tipo 1 com uma
    freqüência entre 2 a 12 dos casos , no Brasil se
    estima uma população de cerca de 1.5 milhão de
    pessoas acometidas
  • O tipo L A D A geralmente costuma ser
    confundido com o tipo 2. com incidência em
    pacientes com idade entre 35 e 60 anos ,magro
    com quadros acentuados de cetose

23
  • O diagnóstico do tipo lada é realizado pelo teste
    do anticorpo G A D.
  • Uma característica clínica é a progressão lenta
    para a insulina- dependência.,como também um
    risco maior para as complicações cardiovasculares.

24
(No Transcript)
25
DIABESIDADE
  • Definição
  • quadro associado de diabetes tipo 2 e
    obesidade
  • Paciente portador de diabetes tipo 2 com excesso
    de peso que não consegue ser eliminado .
  • No Brasil último senso apresenta um crescimento
    comprovado de obesidade nos últimos 10 anos

26
  • EM SUA OBRA DIABESITY A Dra. FRANCINE KAUFMAN
    RELATA QUE A 3 DÉCADAS O DIABETE DO TIPO 2 ERA
    CONSIDERADO COMO MANIFESTO SÒMENTE EM PACIENTES
    MAIORES DE 50ANOS.

27
DIABESIDADE
  • NOS ÚLTIMOS ANOS A EXPLOSÃO DE QUADROS DE
    OBESIDADE ENTRE ADULTOS E CRIANÇAS TEVE COMO
    CONSEGUÊNCIA UM AUMENTO EXTRAORDINÁRIO DE
    COMPLICAÇÕES ASSOCIADAS DE ELEVAÇÃO
    DE PRESSÃO ARTERIAL COLESTEROL
    E DIABETES DO TIPO 2.

28
DIABESIDADE
  • A obesidade é o principal fator de risco que
    contribui para o desenvolvimento de diabetes do
    tipo 2 .

29
DIABESIDADE
  • O excesso de peso comprovadamente aumenta a
    resistência a insulina.
  • A resistência determina elevação dos níveis de
    glicose sanguínea.
  • O quadro associado foi denominado de Diabesidade

30
(No Transcript)
31
DIABESIDADE
  • No diabetes tipo 2 85 dos pacientes apresentam
    diabesidade e resistência a insulina.

32
  • No diabetes tipo 1 os pacientes desenvolvem a
    doença em função de perda de capacidade de
    produção de insulina pelo Pâncreas.

33
DIABESIDADE
  • Pacientes com Diabetes tipo 1 podem se tornar
    obesos passando a desenvolver resistência a
    insulina.

34
DIABESIDADE
  • concomitantemente podem apresentar quadros com
    alterações lipídicas (aumento de triglicérides e
    redução de H D L-COL) / hipertensão arterial
    /
    obesidade abdominal
  • D I A B E S I D A D E
  • ELEVAÇÃO DE RISCOS
  • CARDIOVASCULARES

35
(No Transcript)
36
DIABESIDADE
  • A Diabesidade possui um componente essencial para
    o seu desnvolvimento
  • O PADRÃO DE DISTRIBUIÇÃO ABDOMINAL E TRONCULAR
    DE GORDURA

37
(No Transcript)
38
DIABESIDADE
  • O PADRÃO DE DISTRIBUIÇÃO SOFRE INFLUÊNCIAS
    HEREDITÁRIAS E PRIMORDIALMENTE DO
    SEDENTARISMO PARA SUA OCORRÊNCIA

39
DIABESIDADE
  • PESSOAS OBESAS ATIVAS, NÃO SEDENTÁRIAS, SÃO
    MENOS PROPENSAS DO QUE PESSOAS MAGRAS E
    SEDENTÁRIAS.

40
DIABESIDADE
  • SÃO CONSIDERADOS FATORES CRÍTICOS PARA A
    INSTALAÇÃO DA DIABESIDADE
  • A ALIMENTAÇÃO DESIQUILIBRADA COM UTILIZAÇÃO DE
    FAST- FOODS EXCESSO DE REFRIGERANTES /
  • ASSOCIADOS PRINCIPALMENTE AO SEDENTARISMO

41
DIABESIDADE
  • O PADRÃO DE DISTRIBUIÇÃO ABDOMINAL É CONSIDERADO
    MAIS RELEVANTE DO QUE A QUANTIDADE QUILOS QUE
    UMA PESSOA POSSUI

42
(No Transcript)
43
DIABESIDADE
  • A DIABESIDADE PODE SER REDUZIDA POR MUDANÇA DE
    HÁBITOS ALIMENTARES E CONSEGUENTE REDUÇÃO DE
    PESO.
  • REDUÇÕES DE 5 A 10 PODEM MELHORAR OU ATÉ MESMO
    REDUZIR QUADROS DE DIABESIDADE

44
DIABESIDADE
  • Principais complicações da diabesidade
  • Riscos cardiovasculares
  • Apnéia do sono
  • Cancer em especial mama / intestino grosso
    /e útero

45
SÍNDROME METABÓLICA
  • Definição de Síndrome -
  • do gr. Syndromê
  • sýn com drómos corrida uma concomitância
    de sintomas-
  • um conjunto de sinais que individualizam uma
    entidade mórbida- quadro sintomático.

46
SINDROME METABÓLICA
  • Definição de Síndrome Metabólica
  • Não existia um único critério para a definição ,
    mas sim um conjunto -

47
SÍNDROME METABÓLICA
  • A associação entre um grupo de indivíduos com os
    mesmos fatores de risco
  • Resistência à insulina
  • Maior risco de doença cardiovascular
  • Intolerância a glicose
  • Hiperinsulinemia
  • Aumento de triglicérides
  • Diminuição do HDL colesterol
  • Hipertensão arterial.
  • OBESIDADE

48
SÍNDROME METABÓLICA
  • A obesidade e diminuição da atividade física
    aumentam a resistência à insulina, piorando a
    síndrome

49
(No Transcript)
50
  • Recentemente a OMS padronizou a denominação de
    Síndrome
  • Metabólica para pacientes que apresentem no
    mínimo 2 dos fatores.

51
SÍNDROME METABÓLICA
  • Regulação alterada da glicose ou diabetes e/ou
    resistência a insulina
  • Triglicérides plasmáticos alterados elevados
    acima de 150 mg
  • Colesterol HDL baixo 35 mg/dl p. homens e 39
    mg/dl p. mulheres
  • Pressão arterial elevada acima de 140 / 90 mmHg
  • Obesidade central - visceral relação cintura
    /quadril 0.90 p. homens e 0.85p. mulheres.
  • Micro albuminúria excreção maior que 15
    picrogramas por min. ou relação albumina
    creatinina na urina maior que 30 mg

52
SÍNDROME METABÓLICA
  • A OBESIDADE CENTRAL estabelecida pela Federação
    internacional sobre Diabetes os seguintes
    critérios para medida de circunferência de
    cintura

53
SÍNDROME METABÓLICA
  • variação por Etnia
  • Europeus 94 cm para homens
  • 80 cm para mulheres
  • Asiáticos 90CM p/h
  • 80cm p/m
  • japoneses 85 cm p/h
  • 90cm p/m

54
SÍNDROME METABÓLICA
  • Síndrome Metabólica é considerada um transtorno
    complexo caracterizado por um conjunto de
    fatores de riscos cardiovasculares, relacionados
    com a resistência a insulina , e obesidade
    abdominal.

55
(No Transcript)
56
SÍNDROME MATABÓLICA
  • A associação síndrome metabólica com doença
    cardiovascular tem comprovadamente aumentado a
    mortalidade geral em cerca de 2 vezes e a
    cardiovascular em cerca de 3 vezes

57
SÍNDROME METABÓLICA
  • A síndrome do ovário policístico
  • Doença hepática gordurosa (não alcoólica),
  • Estados pré-trombóticos,
  • Disfunção endotelial
  • tem sido associadas a
  • SINDROME METABÓLICA

58
SÍNDROME METABÓLICA
  • Principais Fatores de Risco para a Síndrome
    Metabólica

59
SÍNDROME METABÓLICA
  • 1-CARDIOVASCULAR E DIABETES
  • Estudos recentes realizados na Finlândia
    demonstram que a incidência de doença
    cardiovascular- infarto do miocárdio e acidente
    vascular cerebral foi 3 vezes maior em pacientes
    com S. M . em especial os que já apresentavam
    quadro de diabetes

60
(No Transcript)
61
  • O comprometimento dos membros inferiores
    doença vascular periférica esta diretamente
    ligado ao descontrole glicêmico hiperglicemia
  • Em nível hepático a hiperglicemia determina um
    aumento das lipoproteínas de muito baixa
    densidade V.L.DL. RICAS EM TRIGLICERÍDEOS que
    por sua vez vão alterar as lipoproteínas de baixa
    densidade L.D.L. predominantemente compostas de
    colesterol- tornando-as extremamente pequenas e
    densas altamente aterogênicas

62
  • A importância de se controlar especialmente em
    pacientes diabéticos a glicemia associada aos
    principais lípides plasmáticos como triglicérides
    e as lipoproteínas L.D.L. COL representam
    conduta recomendável na prevenção dos quadros
    arterioescleróticos

63
  • Trabalho publicado em dez. de 2003 no tromb
    haemost por E. CICARIONE e cols. Com pacientes
    portadores de diabetes mellitus 2 com ou sem
    D.V.P.

64
  • As conclusões obtidas foram de que deficiências
    nutricionais e defeitos genéticos em cofatores e
    cosubstratos envolvidos no metabolismo da
    homocisteína incluindo vit. B12 e ácido fólico
    alteram os níveis de HOMOCISTEÍNA que passam a
    estar relacionado ao aumento da severidade da
    D.V.P.
  • EXISTE UMA RELAÇÃO INVERSA ENTRE OS NÍVEIS DE
    HOMOCISTEÍNA E DE ÁCIDO FÓLICO E VIT.B12

65
(No Transcript)
66
  • Deve ser considerada como conduta necessária de
    prevenção de D.A.C. e D.V.P.
  • O controle glicêmico
  • Perfil lipídico
  • E práticas terapêuticas para as evitar e
    minimizar.

67
  • A pesquisa de uma superpílula contendo
    sinvastatina aspirina-ácido fólico e vit.b12
  • para administração a todos os paciente portadores
    de diabetes mellitus.
  • como mecanismo de adequado de controle buscando
    bloquear as complicações tardias e graves do
    DIABETES hoje consideradas as de maior custo de
    todos os sistemas de Saúde.

68
SÍNDROME METABÓLICA
  • 2-MICROALBUMINÚRIA
  • excesso de excreção de albumina pela urina é um
    dos fatores associado à resistência insulínica -
    doença vascular-e síndrome metabólica.
  • A microalbuminúria pode ser tratada pela
    substituição de dieta de carne vermelha por carne
    de frango ou proteína vegetal soja , feijão,
    grão de bico.

69
  • Fatores de benefício
  • Perda de peso / alimentação
  • Atividade física regular (no mínimo 30 minutos
    diários ininterruptos)
  • Estes dois fatores associados comprovadamente
    melhoram a sensibilidade à insulina reduzem as
    doenças cardiovasculares-e diminuem a pressão
    arterial.

70
(No Transcript)
71
SÍNDROME METABÓLICA
  • 3 HIPERURICEMIA
  • A elevação do ácido úrico no sangue esta
    associada a pacientes com obesidade , diabetes,
    hipertensão ,dislipemias.

72
SÍNDROME METABÓLICA
  • 4 OBESIDADE
  • A obesidade principalmente a de distribuição
    abdominal tem sido associada à fatores de risco
    cardiovasculares- como dislipidemias (alteração
    do colesterol e triglicérides) ,hipertensão
    arterial,e diabetes mellitus tipo 2.

73
SÍNDROME METABÓLICA
  • Pesquisadores recentemente comprovaram que a
    disposição abdominal da gordura esta relacionada
    à resistência a insulina
  • Cada quilo de peso adquirido aumenta em 3.1 o
    risco de doenças coronárias.

74
SÍNDROME METABÓLICA
  • O estilo de vida Moderno caracterizado por dietas
    ricas em gordura , pobre em fibras, inatividade
    física , facilidade dos meios de transporte ,
    escadas rolantes , elevadores,excesso de tempo
    gasto com computador e televisão, aumento do
    consumo de alimentos de alta densidade calórica,
    tem levado a população a grandes prejuízos de
    saúde.

75
(No Transcript)
76
(No Transcript)
77
(No Transcript)
78
SÍNDROME METABÓLICA
  • CONTROLE E ACOMPANHAMENTO DE PACIENTES PORTADORES
    DE S. M.

79
SÍNDROME METABOLICA
  • A alimentação de pacientes com S. M. deve sempre
    ser associada a atividades físicas para
    desenvolvimento e preservação da massa tissular
    e ao mesmo tempo potencializar perda de massa
    gordurosa

80
(No Transcript)
81
SÍNDROME METABÓLICA
  • A dieta deve ser rica em fibras e carboidratos
    restrita de gorduras , pobre em colesterol, não
    devendo exceder em 30 do valor calórico total
    diário recomendado (padrão estabelecido pela
    Associação Americana de Diabetes)

82
  • A Síndrome Metabólica é considerada um
    transtorno complexo caracterizado por um
    conjunto de fatores de riscos cardiovasculares,
    relacionados com a resistência a insulina , e
    obesidade abdominal.
About PowerShow.com