Anбlise sintбctico - PowerPoint PPT Presentation

Loading...

PPT – Anбlise sintбctico PowerPoint presentation | free to download - id: 3ba6e4-YWQwY



Loading


The Adobe Flash plugin is needed to view this content

Get the plugin now

View by Category
About This Presentation
Title:

Anбlise sintбctico

Description:

Tema 3 Morfologia do espanhol A palavra Os morfemas Morfemas lexicais Morfemas gramaticais (flexionais e derivativos) Raiz Tema Lema Morfemas e alomorfos – PowerPoint PPT presentation

Number of Views:145
Avg rating:3.0/5.0
Slides: 18
Provided by: gramatic
Learn more at: http://gramatica.usc.es
Category:
Tags: ctico | lise | sint

less

Write a Comment
User Comments (0)
Transcript and Presenter's Notes

Title: Anбlise sintбctico


1
  • Tema 3 Morfologia do espanhol
  • A palavra
  • Os morfemas
  • Morfemas lexicais
  • Morfemas gramaticais (flexionais e derivativos)
  • Raiz Tema Lema
  • Morfemas e alomorfos
  • Amalgamas e morfemas descontínuos
  • A flexão, a derivação e a composição

2
A palavra
  • A palavra é uma unidade mui discutida.
  • Se é definida como uma sequência entre dous
    espaços em branco, encontrámo-nos com os
    seguintes problemas
  • expressões multi-palavra que podem ter relações
    paradigmáticas com palavras
  • mesa redonda mesa quadrada, mesa
    triangular, ...
  • mesa redonda conferência, discurso,
    congresso, ...
  • afixos podem apararecer entre dous espaços em
    branco
  • pre y postparto

3
A palavra
  • Dentro do conceito de palavra, escondem-se várias
    realidades
  • canto (rodado)
  • canto (acção de cantar)
  • canto (duma moeda)
  • - palavras distintas mas homónimas,
  • - palavras com origens distintas e sentidos
    distintos,
  • forma fónica comum,
  • distintas entradas num dicionário.

a. tener, tengo, tienes, tuve, tenía, he
tenido b. limpio, limpia, limpios, limpias c.
rosa, rosam, rosae, rosas, rosarum, rosis
  • formas flexionadas da mesma palavra.
  • cada conjunto de palavras tem uma única entrada
    no dicionário
  • - a primeira palavra é a usada como forma de cita
    (o lexema).

4
A palavra
  • beber, bebida, bebedor
  • digno, dignidad, dignamente, dignarse

- palavras distintas e distintas entradas no
dicionário - relacionadas na forma fónica e no
significado (mas não idénticas) - palavras da
mesma família lexical.
5
Os morfemas
  • Os morfemas (ou monemas em terminologia de
    Martinet) são as unidades mínimas com
    significado. São menores que a palavra e são
    indivisíveis em elementos dotados de significado.
  • Um morfema é uma unidade linguística que tem duas
    facetas
  • uma forma ou significante
  • um significado
  • lt"-o" MASCULINOgt
  • lt"libr" RELATIVO A OBJECTOS ESCRITOS QUE SERVEM
    PARA LERgt
  • ltre- MAIS DE UMA VEZgt

6
Os morfemas
  • Classificamos os morfemas em dous grandes tipos
  • - morfema lexical significado conceitual.
    (também chamado morfema nuclear, raiz,
    lexema)
  • São palavras portadoras de morfemas lexicais os
    nomes, verbos, adjectivos e a maioria dos
    adverbios
  • ex árbol, niñ-, cocin-, empez-, mujer,
    bonit-, ...
  • morfema gramatical significado sintácticoEsta
    categoria abrange o que tradicionalmente se chama
    morfema e palavra funcional
  • ex de, -ido, -aba, para, y, re-,
    -ero, -o, -ito, -s

7
Os morfemas gramaticais
  • Entre os morfemas gramaticais, distinguem-se
  • morfemas livres podem aparecer isolados
    (preposições, conjunções, artigos, auxiliares,
    ...).
  • morfemas ligados (dependentes ou trabados)
    aparecem necessariamente formando parte duma
    palavra (re-, -ado, -eda, -s, -ista, ...).
  • Dentro dos morfemas ligados, podemos fazer uma
    divisão segundo a função
  • morfemas flexivos servem para criar distintas
    formas duma mesma palavra género, número, tempo,
    modo, pessoa... (ex -s, -a, -ía -ado,
    ...)
  • morfemas derivativos (afixos) servem para criar
    novas palavras a partir doutras já existentes.
  • Segundo a sua colocação com respeito ao morfema
    lexical ou raiz, chamam-se prefixos se vão
    diante, sufixos, se vão detrás, e infixos (ou
    interfixos), se se colocam entre a raiz e o
    prefixo ou sufixo polv-ar-eda

8
Gramaticalização
Alguns morfemas derivativos semelham ter
significado lexical pseudo- significa
falsidade-able significa possibilidade-oide
significa a tedência a ser algo sem o ser
realmente Estes morfemas gramaticalizam esse
sentido, é dizer são formas que podem combinar o
sentido que elas posúem com os sentidos doutras
formas em base a certos princípios morfológicos.
Dizimos portanto, que o espanhol gramaticaliza o
significado possibilidade por meio do sufixo
-able. Os morfemas derivativos são unidades
productivas. Combinam-se com um conjunto amplo de
raizes. Mas não são tão productivos como os
morfemas flexivos -aba, am-aba, encontr-aba
...-able am-able, ??encontr-able
9
Método de análise morfológica
  • O método para analizar morfologicamente uma
    palavra deve seguir os seguintes principios
  • - as formas identificadas como morfemas devem ter
    (até certo ponto) um significado autónomo
  • re-hacer
  • re-bajar
  • ??re-ferir
  • - tem que haver coerência semântica entre o
    significado das partes (morfemas) e o significado
    do todo (palavra)
  • sal-a
  • o nível de análise deve ser compatível com o que
    se quere fazer
  • Por exemplo, re-ferir é uma análise morfológica
    adequada se é útil para um estudo etimológico da
    língua.

10
Classes de morfemas (resumo)
1. morfema lexical (raiz) 2. morfema gramatical
2.1. morferma livre 2.2. morfema
ligado 2.2.1. morfema flexivo
2.2.2. morfema derivativo
2.2.2.1. prefixo
2.2.2.2. sufixo 2.2.2.3.
infixo
  • Os morfemas derivativos podem
  • criar nomes de adjectivos (blanc-ura) de verbos
    (blanqu-eo) de adverbios (lej-ano)
  • criar adjectivos de nomes (televisi-vo) de
    verbos (deform-able)
  • criar verbos de nomes (chantaje-ar) de
    adjectivos (fals-ificar) de adverbios (a-lej-ar)
  • criar advérbios de adjectivos (buena-mente)...

11
Algumas definições
RAIZ ou MORFEMA LEXICAL o que queda da palavra
quando lhe retiramos os morfemas gramaticais
(derivativos e flexionais) libr- é a raiz de
librerías TEMA o que queda da palavra quando
lhe retiramos os morfemas flexivoslibrería é
o tema de librerías. (também se utiliza o termo
BASE) LEMA tem duas acepções- o conjunto de
palavras que têm o mesmo tema niño, niña,
niños, niñas- a palavra não marcada deste
conjunto (niño), e que vai ser usada como
entrada do dicionário (forma canónica). ( em
inglês, utiliza-se mutio o termo lexeme para
referir-se a noção de lema) O lema dos nomes e
adjectivos variáveis é o masculino singular, e
dos verbos o infinitivo.

12
Morfemas e alomorfos
A forma dum morfema pode ter várias realizações
os alomorfos ten-, teng-, tien-, tuv- são
alomorfos do morfema lexical que caracteriza o
significado do verbo tenertener, tengo, tienes,
tuve, tenía, tenido -s, -es, Ø são alomorfos do
morfema flexivo que caracteriza o plural casas,
sillones, lunes libro, libr- são alomorfos do
morfema lexical que caracteriza o significado de
palavras como libro, libresco, librería (a
vogal final -o de libro poderia ver-se como uma
forma do morfema flexivo que caracteriza o género
masculino)
13
Amalgamas e morfemas descontínuos
  • Amalgama uma forma com vários significados.
  • Em am-é, a forma -é agrupa varias noções tempo
    pasado, aspecto perfectivo, primeira pessoa,
    singular.
  • Portanto, temos uma forma que amalgama vários
    morfemas.
  • Morfemas discontínuos um morfema pode ter uma
    forma que se realiza em partes separadas.
  • has amado,
  • habías amado
  • adormecer
  • empapelar

14
Aplicações Para que serve a morfologia??
  • didáctica de linguas
  • lexicografia (elaboração de dicionários)
  • etimologia
  • morfologia computacional (correctores
    ortográficos, lematizadores, etiquetadores
    gramaticais, ...)
  • participar em concursos de televisão (Saber y
    Ganar, ...)
  • Ser um pouco mais listos que JesulínEn dos
    palabras im - presionante

15
Morfologia computacional
  • Objectivo flexionar e derivar palavras
    automaticamente a partir dos lemas de um
    dicionário. A partir de 40.000 lemas, podemos
    gerar mais de 2 milhões de formas. Estas formas
    são os modelos usados polos correctores
    ortográficos.
  • Exemplo. Formar o feminino dos nomes a partir do
    lema (em masculino)
  • Regra1 os terminados em -o trocam o -o por -a
    niño / niña

Regra2 os terminados em consoânte, engadem um
-a pensador / pensadora
Regra3 os terminados em -e e -a ficam
invariáveis el conferenciante / la
conferenciante, el malabarista / la malabarista
Casos excepcionais Caso1 nomes que só são
masculinos ou femininos libro, objeto, casa, mesa
Caso2 outras terminações esa, isa, triz
(sacerdote / sacerdotisa, emperador / emparatriz,
...)
Caso3 mudança total de palavra toro / vaca,
caballo / yegua
16
Diferências entre flexivos e derivativos
  • Os flexivos são mais regulares e predizíveis que
    os derivativos o significado de uma parlavra
    com morfemas flexivos é facilmente predizível a
    partir do significado do morfema lexical e os
    morfemas flexivos viej-a-s VIEJO FEMININO
    PLURALniñ-a-s NIÑO FEMININO PLURAL
    baston-azo BASTON GOLPE DADO COMperr-azo
    PERRO AUMENTATIVO
  • Os flexivos são mais universaistodos os nomes
    admitem morfemas de número, mas não todos admitem
    o sufixo derivativo -ero.
  • Os flexivos nunca mudam a categoria básica do
    tema (ou base).

17
A composição
  • A composição diferencia-se da derivação e da
    flexão em que põe em jogo mais de um morfema
    lexical integração de duas raizes
  • O grau de integração das raizes pode ir desde a
    fusão máxima formal (um só acento) e conceitual
  • mediodía, paraguas
  • até a relativa independência semântico-formal dos
    membros
  • piso-piloto, ciudad-dormitorio, salón-comedor
About PowerShow.com